Polícia Civil prende irmãos por roubos a bancos e extorsão mediante sequestro

Dupla foi encontrada no interior de São Paulo. Na última semana, um dos detidos também tentou matar a ex-companheira

A Polícia Civil, por meio do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) prendeu na quarta-feira (13/03), dois irmãos suspeitos por roubos em agências bancárias. Eduardo Nonato da Silva, mais conhecido como Dudu, e Fábio da Silva, foram localizados na comunidade Carapicuíba, no interior de São Paulo, e trazidos para Goiânia. Com eles, foram apreendidas armas de fogo e documentos falsos.

De acordo com as investigações, Eduardo havia se especializado em extorsão por meio de sequestro de familiares de gerentes bancários. A ideia era provocar pressão psicológica nos funcionários das agências. “Ele escolhida principalmente aqueles que tinham filhos pequenos. Geralmente, a mulher e o filho da vítima eram levados para o mato. Depois, Eduardo estabelecia um horário para que o gerente abrisse o cofre do banco”, afirma o delegado Samuel Moura.

Conforme apurado, na última semana, Eduardo também teria tentado matar a ex-companheira e o atual namorado dela com diversos tiros. Os dois sobreviveram. “Ao disparar contra a vítima, ele acabou se ferindo e procurou auxílio médico especializado. A partir daí, tomamos conhecimento do paradeiro dele”, destaca o titular do GAB.

Eduardo e Fábio respondem por diversos crimes contra agências bancárias, além de outras ações, como posse ilegal de armas de fogo e extorsão mediante sequestro. Além de Goiás, a dupla também teria praticado crimes no Tocantins e no Pará.

A operação que resultou na prisão dos suspeitos contou com apoio da Polícia Militar de Goiás, Polícia Federal do Tocantins e das polícias Civil e Militar de São Paulo.

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1027

Compartilhar: