NOTA DE ESCLARECIMENTO – Policiais civis não perderam promoção


Diferentemente do divulgado pelo Sindicato dos Policiais Civis de Goiás (Sinpol) e Sindicato dos Delegados de Polícia Civil de Goiás (Sindepol), não houve “despromoção” de policiais civis em Goiás. Se trata de informação falsa, até porque não existe juridicamente esta possibilidade em relação ao decreto de promoção de 78 agentes, escrivães, delegados e papiloscopistas assinado pelo governador José Eliton no dia 22 de setembro, retroativas a 31 de julho de 2018, concedidas por antiguidade e merecimento. Devido a um erro no sistema de folha de pagamento na Segplan, o aumento nos vencimentos dos policiais civis promovidos no mês de setembro não foi inserido no contracheque referente aos salários de outubro. As correções estão sendo providenciadas.

O Governo do Estado ressalta ainda que mantém pagamento dos salários em dia, dentro do prazo constitucional, de todos os servidores da Segurança Pública de Goiás.  A média salarial da Polícia Civil do Estado é uma das maiores do País, com os vencimentos dos delegados de polícia variando de R$ 18 mil a R$ 30 mil. Os escrivães e agentes recebem salários mensais de R$ 5,9 mil a R$ 12 mil. As progressões na carreira são realizadas de acordo com os critérios estabelecidos em lei.

Nos últimos anos a Polícia Civil de Goiás vem sendo valorizada, com a aquisição de equipamentos de última geração, como armamentos – pistolas modelo Glock e fuzis –, coletes balísticos e viaturas modernas, como recentemente as entregues 300 novos veículos modelos Focus, Trailblazer, Duster, Fiesta, Sandero e Gol. Também foram realizados concursos para contratação de 256 agentes e escrivães e, até o final deste ano, serão nomeados mais 100 novos delegados em concurso que se encontra em sua última fase.

Secretaria de Segurança Pública

Compartilhar: