Trabalhos de servidores do Instituto de Identificação serão apresentados em congresso nacional

II GO

Nove dos 25 resumos selecionados são de autoria de profissionais goianos. Maioria dos estudos foi feito com base em experiências dentro da Instituição

Trabalhos técnico-científicos desenvolvidos por integrantes da equipe do Instituto de Identificação (II-GO) da Polícia Civil de Goiás foram selecionados para serem apresentados durante o XIV Congresso Brasileiro de Identificação, que ocorre em Brasília, entre os dias 29 e 31 de agosto. O evento, que abordará a temática da Identificação Humana, escolheu nove estudos dos profissionais goianos entre os 25 selecionados.

As produções feitas por papiloscopistas e datiloscopistas, que serão apresentadas no congresso, foram, em muitos casos, baseadas nas experiências profissionais adquiridas em casos reais ocorridos no próprio instituto. “A Instituição fica muito feliz pelo número de profissionais que nos representarão”, destaca Antônio Maciel, diretor do II-GO. Segundo ele, é extremamente relevante ter tantos resumos selecionados para tão importante solenidade. “Parabenizo a todos os escolhidos e desejo sucesso na apresentação dos temas”, conclui.

Maciel também foi convidado a ministrar um minicurso durante o congresso, e vai falar sobre o tema “Documentoscopia Aplicada à Papiloscopia”. O datiloscopista da Polícia Civil, Bruno Costa, vai proferir a palestra “Entrevista Forense e Comunicação Não Verbal para Papiloscopia”.

A edição do congresso vai contar com a presença de palestrantes do Brasil e do exterior, de diferentes áreas de conhecimento, que abordarão as melhores práticas e soluções para processos e atividades de identificação, estudos de casos, inovações e tendências do uso de biometrias e outras tecnologias de identificação.

Confira abaixo os trabalhos goianos selecionados:

– Revelação de Impressões Digitais Latentes em Luvas de Látex: Um Estudo de Caso – Bruna Daniella.

– Papiloscopia Auxilia a Identificar Serial Killer em Goiânia – Walderlin O. Mota.

– Papiloscopia Revela Pessoa Civilmente e Criminalmente Identificada em Três Estados Brasileiros – Priscila A. R. Bueno.

– Revelação de Impressões Digitais Latentes Utilizando Resíduos de Toner: Um Estudo de Caso – Jaqueline Santana Santos.

 A Invisibilidade da Papiloscopia da Persecução Penal de Goiás – Simone Marques Rosa.

 A importância da Identificação Necropapiloscópica na Investigação Criminal: Relato de Caso – Simone de Jesus.

 A Importância do Sistema AFIS Nacional (INI-DPF) – Antônio Maciel Aguiar Filho.

Goiás Biométrico como Instrumento para a Prevenção e Detecção de Fraudes – Nayra G. Lima.

– Nova Aplicação Forense para o Reagente de Pequenas Partículas: Superfície Seca e Irregular – Dhiogo M. Silva

 

Compartilhar: