Servidores da SSPAP concluem pós-graduação em Ciências de Segurança Pública

Edson4

Curso teve duração de15 meses e contou com discentes das forças policiais goianas, de instituições de ensino superior e segmentos  da sociedade civil

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (18/8), a solenidade de formatura da primeira turma do curso de pós-graduação em Ciências de Segurança Pública da Universidade Estadual de Goiás (UEG), executado em parceria com a Superintendência da Academia Estadual de Segurança Pública (Saesp) da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP).

Dos 45 concluintes do curso, 31 pertencem ao quadro das forças policiais do Estado. Guardas civis metropolitanos, professores universitários da Pontifícia Universidade Católica (PUC), Faculdades Alfa, Faculdade Araguaia, Facmais, Unicamps, Faclions, Faculdade União de Goyazes e Faculdade da Polícia Militar de Goiás. Servidores da Secretaria Estadual de Educação (Seduce), Centrais Elétricas de Goiás (Celg), Saneamento de Goiás (Saneago) e advogados completaram a turma.

O superintendente executivo da SSPAP, coronel Edson Costa, paraninfo da turma e que também representou no evento o secretário da Pasta, Ricardo Balestreri, fez questão de destacar que o curso é uma conquista tanto dos profissionais da área de segurança pública quanto da sociedade que passa a contar com  prestadores de serviços ainda mais qualificados.  “Além de dinamizar o conhecimento, a especialização vai preparar profissionais com senso de coletividade mais próximo da realidade”, ressaltou.

Costa lembrou o novo curso é um sonho que se tornou realidade graças ao planejamento estratégico que vai ao encontro do que pensam os gestores governamentais, que entendem e adotam a qualificação profissional como um importante caminho para se conseguir avanços nos serviços públicos.  Para ele, o novo ciclo de estudo vai elevar a segurança pública a outro patamar.

Para o orador da turma, 2º tenente do Corpo de Bombeiros Militar, Alisson Batista de Oliveira, a pós-graduação foi uma grande oportunidade para que os alunos pudessem estudar fatos concretos, com apresentação de erros e acertos em ações de área de segurança pública, e que geraram debates com embasamentos científicos que serão úteis em ações futuras.

O curso teve duração de 15 meses, com carga horária de 420 horas. As aulas foram ministradas nos fins de semana, na sede da Fundação Tiradentes, em Goiânia.

Participaram também da  solenidade o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Divino Alves, o diretor-geral da Polícia Civil, delegado Álvaro Cássio, além de superintendentes e autoridades convidadas.

 

Compartilhar: