Sargento da PM que morreu em combate será enterrado às 16 horas, no Cemitério Parque

Presos suspeitos de terem assassinado sargento da PM. FOTOS JOTA EUR_PEDES (3)O sargento Idevandir Antônio da Silva, 46, será enterrado às 16 horas no Cemitério Parque, à Rua São Domingos, s/nº, Granja Cruzeiro do Sul. O policial militar, que era lotado no Batalhão de Trânsito, morreu após tentar impedir um assalto em uma casa lotérica no Setor Santa Rita, em Goiânia. O suspeito reagiu e o baleou. A polícia agiu rápido: poucas hora depois, Isac Ferreira Matos, 34, e Francyelle da Silva Cirineu, 26, foram presos por policiais da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) e da 15ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM)

Idevandir estava de folga quando percebeu o assalto. Ele e Isac entraram em luta corporal antes que fosse efetuado o disparo que resultou na morte do militar. Isac já possui passagens por estupro, roubo e receptação. Aos jornalistas, disse não estar arrependido do que fez.

Francyelle da Silva teria ajudado na fuga do criminoso. Ela o aguardava do lado de fora do estabelecimento em um veículo roubado. Tem passagem por tráfico de drogas e já cumpriu seis meses de pena na Penitenciária Consuelo Nasser. De acordo com as investigações, ela teria relacionamento amoroso com um presidiário, que, por sua vez, é amigo de Isac.

Na apresentação dos suspeitos, o tenente-coronel Ricardo Mendes, que também responde pela Comunicação Social da PM5, ressaltou que Idevandir morreu tentando defender a população. “Era um policial militar dedicado e que exercia suas funções com muito comprometimento. Foi um homem honrado, que dedicou 27 anos de sua vida à corporação”, afirmou.

O vice-governador e secretário de Segurança Pública, José Eliton, também manifestou pesar pela morte do sargento. “Um homem íntegro e valente. Respeitosamente, presto minhas condolências aos familiares, amigos e a todos os seus colegas da Polícia Militar pela grande e irreparável perda. Também quero, neste momento difícil para todos, parabenizar os policiais da Rotam e da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) que, no exercício de suas funções, conseguiram identificar e prender, rapidamente, os dois suspeitos deste crime. Não tenho dúvidas de que nossas forças policiais são as mais competentes do País; homens e mulheres dotados da mais absoluta capacidade e dedicação”.

A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) também lamentou, em nota oficial, o ocorrido, não sem antes demonstrar solidariedade com a família, amigos e demais integrantes da PM.

FOTOS: JOTA EURÍPEDES

Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)
(62) 3201-1004, 3201-1055

 

Compartilhar: