Polícia Civil prende dupla suspeita de latrocínio

Latroc_nio 01

Vítima foi alvejada ao proteger crianças que presenciavam um assalto. No dia do crime, a dupla se encontrou para usar drogas e saiu aleatoriamente pelo bairro a fim de praticar o roubo. Um dos acusados usava tornozeleira eletrônica

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), apresentou nesta terça-feira (11), dois suspeitos do crime de latrocínio, que é roubo seguido de morte, de Wesley Martins Pimenta, ocorrido no dia 11/06/2017, no Setor das Nações, em Goiânia.

Segundo informações da PC, no dia do crime Matheus Fabiano Nunes Borges, de 27 anos, e Anderson Yan Marques, de 19, se encontraram para usar drogas e saíram aleatoriamente pelo bairro a fim de praticar o roubo. A vítima participava de uma reunião de família na casa do sogro, quando o local foi invadido pelos suspeitos que estavam armados e utilizaram de extrema violência durante o anúncio do delito.

De acordo com a polícia, várias crianças estavam na residência no momento do crime, e os indiciados as ameaçavam apontando a arma de fogo. Em determinado momento, Wesley resolveu entrar em luta corporal com Matheus que, por sua vez, o alvejou fatalmente com vários disparos.

Segundo o responsável pelo caso, delegado Francisco Lipari, Matheus já era bastante conhecido na região por crimes patrimoniais e possui passagens por tráfico de drogas, porte ilegal de armas, roubo e receptação. “Ele utilizava tornozeleira eletrônica, mas deixou o aparelho descarregar propositadamente para não ser localizado no momento do crime”, disse.

Os suspeitos foram identificados no mesmo dia do crime, após investigações na região. Eles foram presos em suas residências, no Setor Jardins do Cerrado, e vão responder pelo crime de latrocínio, com pena que pode chegar a 30 anos de prisão em regime fechado.

Compartilhar: