Polícia Civil prende 18 por roubo, tráfico de drogas, tentativa de estupro e violência contra mulheres

 

Operação Ceos contou com diversas ações simultâneas em Goiânia;
Mais de 20 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos

 A Polícia Civil prendeu nesta quinta-feira (05/04), em Goiânia, 18 suspeitos por diversos crimes. Mais de 20 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos. A operação, batizada de Ceos em referência ao deus grego da sabedoria e inteligência, contou com ações simultâneas para coibir o crime em pontos estratégicos da Capital.

Uma das ações foi coordenada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (Derfrva). Seis pessoas foram presas por envolvimento em roubo de veículos, tráfico de drogas e fraudes bancárias. A maior parte do grupo morava no Setor Santo Antônio.

Nesta mesma ação, a polícia cumpriu 13 mandados de busca e apreensão em casas de suspeitos. Este primeiro trabalho também contou com a participação de policiais do Grupo Tático 3 (GT3), Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) e 1º, 4º e 12º Distrito Policial.

Ao apresentar o balanço da operação, o superintendente de Polícia Judiciária, André Gustavo Corteze, destacou que ações semelhantes serão realizadas em todo o Estado. “São trabalhos semanais para combater diversos tipos de crime de forma rápida”, afirmou.

Em outra vertente da operação, a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) cumpriu mandados de prisão por suspeitos de crimes contra mulheres, como violência doméstica e estupro. Uma mulher também foi detida por agredir a nova parceira do ex-marido.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) prendeu um homem por roubo e tentativa de estupro. De acordo com as investigações, o suspeito ameaçou uma adolescente de 16 anos com uma faca para que ela tirasse a roupa. A menor reagiu e feriu o criminoso, que fugiu e levou o celular da vítima.

A Polícia Civil prendeu, ainda, três motoristas de aplicativos de transporte. Eles foram liberados após depoimento. Os três são investigados por fraudar corridas e vendas de títulos das empresas.


FOTOS: POLÍCIA CIVIL

Comunicação Setorial
Secretaria de Segurança Pública
(62) 3201-1004 / 1027 / 1055