PMGO desarticula quadrilha responsável por explosão de agência bancária em MG

WhatsApp Image 2017 08 07 At 16.26.40 (1)

Polícia Militar apresenta balanço de operação que desarticulou associação criminosa responsável pela explosão de agência da Caixa, em Capelinha, interior de Minas. Grupo atuava na modalidade “novo cangaço”.Quatro suspeitos entraram em confronto com forças de segurança e acabaram mortos. Um integrante se entregou e foi detido

A Polícia Militar apresentou nesta segunda-feira (07/08), o balanço da operação que resultou na desarticulação de uma associação criminosa, responsável pela explosão de uma agência da Caixa Econômica Federal, em Capelinha, no interior de Minas Gerais, na última quarta-feira (02). O grupo atuava na modalidade “novo cangaço”.

Após o crime, os suspeitos se esconderam dentro de um caminhão, que furou um bloqueio policial na GO-330, entre Catalão e Ouvidor. Os homens dispararam contra a polícia e tentaram fugir. Na perseguição, abandonaram o caminhão e se esconderam em uma mata.

Lucas de Oliveira Brito, de 25 anos, acabou se entregando à polícia e foi levado para Catalão. Os outros quatro integrantes do grupo entraram em confronto com os policiais, mas acabaram mortos.  Kael Sousa Campos, 26, e Lucas Daniel Santos Silva, 27, estavam na zona rural de Ouvidor. Leonardo Sousa de Araújo, 25 estava em Catalão. Já Cleuber Henrique Farnese Andrade ,28, preso recentemente pelo mesmo crime em Rio Verde, foi encontrado em Três Ranchos.

Os criminosos estavam com armas e munições de diversos calibres, coletes balísticos e dinheiro em espécie. Participaram da operação policiais do Comando de Missões Especiais (CME), Batalhão de Operações Especiais (Bope), Grupo de Patrulhamento Tático (GPT), Grupo de Radiopatrulha Aérea (GRAer), 18º BPM, Agência Central de Inteligência (PM/2) e Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam).

FOTOS: PM/5

Compartilhar: