Operação Bandoleiros: Polícia Civil prende quadrilha que praticava roubos em Jataí e região

 

A Polícia Civil, por meio do Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) – vinculado à Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) -, desarticulou, nesta quarta-feira (27/04), associação criminosa especializada em assaltos a bancos, residências, comércios e propriedades rurais. O grupo, também responsável por roubos de veículos e arrombamento de cofres, agia nas cidades de Jataí, Gouvelândia, Itarumã e Serranópolis.

Segundo o delegado Alex Nicolau do Nascimento Vasconcellos, titular do Grupo Antirroubo a Bancos, a associação criminosa atuava de forma articulada. “Parte do grupo monitorava os alvos durante determinado o tempo. Os outros executavam os crimes”, explicou.

Sete pessoas foram presas na operação intitulada “Bandoleiros”: Luiz Paulo Ribeiro Filho, Wallace Santos Barbosa, Hélio Fernando Ribeiro, Geni Anderson Lima, Carlos Henrique Batista, Luiz Roberto Ribeiro e Eduardo Soares Cavalcante. Todos possuem passagens por tráfico de drogas, roubos e homicídios.

Entre os crimes atribuídos a esta associação criminosa, está o roubo ao caixa do Banco do Brasil localizado dentro do prédio da Prefeitura de Jataí. O caso foi amplamente divulgado pela imprensa. Na ocasião, dois funcionários da prefeitura foram rendidos por seis bandidos. Outro crime bastante conhecido de responsabilidade dos suspeitos é o roubo de três caminhonetes de uma concessionária que também era localizada em Jataí. Ainda nesta semana, os criminosos praticaram um roubo em Serranópolis.

A quadrilha é conhecida por agir com extrema violência, fazendo reféns e agredindo as vítimas. De acordo com as investigações, os suspeitos são responsáveis por 90% dos crimes patrimoniais cometidos na região Sudoeste do Estado. Outros membros da quadrilha devem ser presos nos próximos dias, informa a Polícia Civil.

FOTOS: ANDRÉ SADDI

Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP)

(62) 3201-1004, 3201-1055

Compartilhar: