Nova RG começa a ser emitida. Goiás Biométrico coloca estado na vanguarda da identificação civil e criminal

SAD_7081

Carteira de identidade contém digitalização das biometrias, incluindo fotografia feita na hora, impressões e assinatura digitais, e será emitida em curto prazo, passando de 40 para sete dias no interior, e de 30 para três dias quando for solicitada na capital. Vice-governador José Eliton e titular da SSPAP, Ricardo Balestreri, destacam avanços na segurança pública obtidos com tecnologia, modernização e inovação

“O Goiás Biométrico dá o start para inserir o estado num novo momento de modernidade e tecnologia na área de identificação civil e criminal”, afirmou nesta quarta-feira (17/05), o vice-governador José Eliton. Ao lado do secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP), Ricardo Balestreri, ele participou do lançamento do novo modelo de RG que passa a ser emitida para todo o estado a partir de agora pelo Instituto de Identificação da Polícia Civil. A carteira contém digitalização das biometrias, incluindo a fotografia feita na hora, impressões e assinatura digitais, e será emitida em curto prazo, passando de 40 dias para sete dias no interior e de 30 dias para três dias quando o documento for solicitado na capital.

As carteiras de identidade biométricas são um dos produtos do programa Goiás Biométrico que utiliza o Sistema Informatizado de Impressão Digital (Afis), uma das mais modernas plataformas de identificação civil e criminal do país. “Em dezembro, lançamos o Afis para a identificação na área criminal e, agora, o programa passa a atender também na área civil, num avanço importante para a segurança pública e todos os serviços públicos”, destacou José Eliton, lembrando que o sistema tem aplicação em todas as áreas da administração pública. Ele representou o governador Marconi Perillo na solenidade.

Além do lançamento do novo modelo de RG biométrico, o Instituto de Identificação lançou a identidade social, para aqueles que usam nomes diferentes do gênero, e as carteiras funcionais provisórias para Agentes Prisionais. A solenidade também marcou a nova fase do Goiás Biométrico que passa a operar plenamente em todas as regiões do estado para a emissão de carteiras de identidade e funcionais e cartões funcionais teslin, também biométricas.

Durante a visita ao Instituto de Identificação, ao lado dos secretários de Estado Joaquim Mesquita (Segplan) e Talles Barreto (Extraordinário), o vice-governador inaugurou a unidade móvel de identificação do instituto, onde solicitou nova carteira de identidade biométrica, recebendo-a ao final do evento, no auditório do Instituto de Identificação.  Inaugurou, ainda, o Museu do Instituto de Identificação, que reúne peças e equipamentos rudimentares utilizados por peritos e papiloscopistas ao longo da história da identificação no estado de Goiás.

Para o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, o Goiás Biométrico vem trazer inúmeros benefícios à população, entre eles, a celeridade no atendimento. “O povo brasileiro é um povo sofrido, de várias formas, mas, também, por causa da morosidade na obtenção dos serviços públicos”, justificou. “Outro benefício é que o projeto inclui a identidade social para transexuais e travestis, objeto de uma luta histórica no país, que tem uma cultura homofóbica, em que se avança na lei mas nem sempre a máquina pública consegue dar guarida para o seu cumprimento”, afirma.

De acordo com Balestreri, outro aspecto importante do Goiás Biométrico é a integração que o sistema faz entre a área criminal e a área civil, um tema que foi discutido durante tantos anos e no qual não se consegue avanços na esfera federal. “E Goiás consegue fazer esse link interativo entre as duas áreas”, disse. Segundo declarou, o serviço a ser oferecido à população goiana “é uma comprovação de que Goiás tem vários nichos de vanguarda e que este é um deles. O estado mostra como fazer modernidade e como fazer ciência na segurança pública”, acentuou.

A solenidade de lançamento do novo modelo de RG contou, ainda, com a presença do delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio; do comandante da Polícia Militar, coronel Divino Alves; do superintendente de Administração Penitenciária, coronel Victor Dragalzew; da superintendente do Procon, Darlene Araújo; do presidente da Agência Goiana de Habitação, Luis Stival; e do diretor do Instituto, Antônio Maciel Aguiar Filho; entre outras autoridades.

Segundo José Eliton, o estado de Goiás investiu mais de R$ 33 milhões na plataforma do Goiás Biométrico que vai inserir Goiás como um dos estados líderes em tecnologia na área de identificação. “Já temos os melhores índices de resolutividade de crimes do país, o maior banco de DNA do Brasil, uma perícia eficiente e um trabalho científico de excelência no IML, entre outros avanços, o que demonstra claramente que Goiás está a cada dia aperfeiçoando na área da segurança”, destacou o vice-governador.

Com o Goiás Biométrico, Goiás passa a contar com a mais moderna plataforma de identificação do país, com capacidade de identificar crimes com muito mais agilidade no processamento das informações, tendo, muitas vezes, as informações em tempo real.

“É uma honra muito grande ver florescer, avançar e consolidar essa plataforma tecnológica, que nos coloca num novo patamar do ponto de vista da identificação, seja com objetivos na área criminal, seja com objetivos na área civil”, acentua o vice-governador.

 

FOTOS: ANDRÉ SADDI
Comunicação Vice-Governadoria
Fone: 3201-5488

 

Compartilhar: