Mais quadrilhas de tráfico de drogas são desarticuladas pela Polícia Civil

Opera__o Migratio desarticula quadrilha de tr_fico de drogas. Cr_dito Wildes Barbosa (8)

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), desarticulou nesta sexta-feira (08/04) associação criminosa responsável por tráfico interestadual de drogas e lavagem de dinheiro. Na operação – intitulada Migratio – sete suspeitos foram presos e 11 mandados de busca e apreensão cumpridos. Foram encontrados cerca de 70 kg de insumos para refinamento de drogas, além de 1,5 quilo de cocaína.

De acordo com as investigações, Paulo Reimon Vieira de Aguiar, de 48 anos, é o líder do grupo. Condenado por tráfico de drogas e roubo a banco em São Paulo, ele conseguiu remoção para Goiás após cumprir parte da pena e ter progredido para o regime aberto. Em Goiânia, estabeleceu residência com seus familiares e voltou a traficar, além de ter aberto uma empresa de locação de caçambas para esconder a origem ilícita do seu dinheiro.

O acusado alcançou alto padrão financeiro na Capital. Ele morava em uma casa em condomínio de luxo e sua movimentação bancária era grande. Além disso, diversos veículos de luxo foram apreendidos com o grupo. Segundo o delegado Alécio Moreira, titular da Denarc, trata-se de uma organização bem articulada. “É um grupo responsável por grande parte de insumos para produção de drogas em Goiânia”, revelou.

As investigações apontaram que as drogas eram trazidas do Norte do País, principalmente do Pará. Parte dos insumos era distribuída em Goiás. O restando era levado para São Paulo, onde Paulo possui relações familiares e com outros traficantes.

Em fevereiro, a Denarc já havia apreendido 42 quilos de pasta base de cocaína em posse de Evandro Carlos Pereira e Tiago de Souza Thomé. Na época, eles confirmaram que parte da droga seria levada para São Paulo. Segundo as investigações, o material apreendido era de Paulo Reimon.

Também foram presos nesta sexta-feira André Luiz Garcia Munhoz, 65, Gilberto Vieira Alves Filho, 54, Francisco Ricardo Gonçalves, 35, Charles Alves Morais, 42, Rogério Mendes dos Santos, 32, e Tatiane Pereira Guimarães, 22. Todos eles fazem parte da associação criminosa. A Polícia Civil também apreendeu computadores e centenas de documentos que serão analisados. As investigações terão continuidade.

Fotos: Wildes Barbosa

Comunicação Setorial
Secretaria de Estado de Segurança Pública e Administração Penitenciária
(62) 3201-1004, 3201-1055

 

Compartilhar: