Conquista histórica: Academia da Polícia Militar passa a ser Escola de Pós-Graduação

Credenciamento

Promoção foi concedida pelo Conselho Estadual de Educação. Participantes receberão a certificação de Especialista em Polícia e Segurança Pública e MBA em Gestão de Polícia Ostensiva. “Essa nova etapa pode servir de paradigma para todo o Brasil”, afirma secretário Ricardo Balestreri

A Polícia Militar celebrou nesta quarta-feira (09/08), mais uma conquista histórica: o credenciamento da Academia da Polícia Militar como Escola de Pós-Graduação. A promoção foi concedida pelo Conselho Estadual de Educação. A partir de agora, a instituição está habilitada para certificar seus próprios cursos de formação, dispensando a ratificação por outra faculdade, uma vez que dispõe de um número de mestres e doutores em quantidade suficiente para garantir tal prerrogativa.

Quem concluir o Curso de Formação de Praças será considerado especialista em Polícia e Segurança Pública. Alunos da Escola de Formação de Oficiais receberão, ao final do curso, o título de MBA em Gestão de Polícia Ostensiva.

Em seu discurso, o secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária, Ricardo Balestreri, destacou a importância do processo educacional na melhoria dos serviços prestados pela PM. “Não se faz segurança pública apenas com boas intenções e empirismo. Precisamos trabalhar o conhecimento das ruas de forma mais complexa, para que a população goiana viva de forma cada vez mais segura. Essa nota etapa pode servir de paradigma para todo o Brasil”, afirmou.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Divino Alves, a qualidade dos serviços prestados pela corporação passa por um bom processo de capacitação. “Estamos celebrando um momento histórico para nossa instituição”, declarou.

Diversas autoridades prestigiaram a solenidade de credenciamento. Entre elas, a secretária de Estado da Educação, Cultura e Esportes, professora Raquel Teixeira; o superintendente executivo da SSPAP, coronel Edson Costa; a superintendente de Polícia Técnico Científica, Rejane Barcelos; o superintendente da Academia Estadual de Segurança Pública, Júlio Alejandro; o comandante da Academia Militar de Goiás, coronel Sérgio Katayama; o comandante de Policiamento da Capital, coronel Ricardo Rocha; o diretor da Academia de Polícia Civil, Deusny Filho; o reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Wolmir Amado; o presidente do Movimento Goiás Competitivo, Pedro Bittar; o diretor da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), major Augusto Tavares, além de deputados estaduais e outras lideranças.

Expansão

Vale ressaltar que, para atender a demanda por especialistas na área de Segurança Pública, a Academia da PM já coordena diversos grupos de pesquisa que analisam temas para criação de outros cursos de pós-graduação na área, inclusive um mestrado profissional.

No total, a Polícia Militar conta com 129 especialistas, 17 mestres e cinco doutores. A composição do quadro de docentes da Academia também contará com especialistas, mestres e doutores de outras instituições, como Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Civil, Superintendência Executiva de Administração Penitenciária (Seap) e Superintendência de Polícia Técnico-Científica (SPTC).

FOTOS: JOTA EURÍPEDES

 

Compartilhar: